Tatuagens e Espiritismo

tatuagens-Femininas-tattoo-feminina-53

Uma dúvida bastante comum entre iniciantes é se tatuagens marcariam o perispírito (envoltório fluídico que recobre o espírito, vulgo, “corpo espiritual”). Antes de responder diretamente essa questão, é preciso dizer que tal assunto não foi abordado por Kardec. Portanto, não há uma visão espírita sobre este assunto. Entretanto, podemos inferir uma opinião com base em alguns princípios bem conhecidos no Espiritismo e tirar algumas conclusões.

Mas, por que algumas pessoas acham que fazer tatuagem marcaria o perispírito?

A ideia é que os desenhos na pele seriam retransmitidos ao perispírito por se tratar de uma agressão ao corpo físico, feita de forma voluntária. Ideia semelhante a que se encontra em muitos livros espíritas sobre o suicídio: como se o ato de acabar com a própria vida, dando um tiro na cabeça, por exemplo, destruísse também o perispírito, fazendo com que, na próxima encarnação, tal pessoa reencarnasse com problemas mentais ou coisas do tipo. Algumas obras falam até de um suposto “vale dos tatuados”…

Agora, vejamos o que diz Kardec sobre o perispírito no livro: O Principiante Espírita, item 9:

“Quando unida ao corpo, durante a vida, tem a alma um envoltório duplo: um pesado, grosseiro e destrutível – o corpo; outro leve, fluídico e indestrutível – o perispírito”.

Observem a palavra destacada acima: indestrutível. Segundo o dicionário online Priberam, indestrutível quer dizer: 1. Que não pode ser destruído. 2. Inalterável, firme. Pois bem, como algo “que não pode ser destruído, inaterável”, pode ser marcado? Imaginemos, por exemplo, uma pedra que fosse indestrutível. Ela poderia ser riscada? Não! Se é indestrutível, nada pode afetar-lhe a estrutura.

Voltemos agora a O Livro dos Espíritos, questão 91, que diz:

91. A matéria opõe obstáculo aos Espíritos?

“Nenhum; eles passam através de tudo. O ar, a terra, as águas e até mesmo o fogo lhes são igualmente acessíveis.”

Se o espírito pode passar através do fogo (que imagino ser muito mais destrutivo do que a agulha de uma máquina de tatuar) sem maiores problemas, por que um simples desenho lhe afetaria a estrutura?

Para finalizar, vamos recordar a questão 150 B, de O Livro dos Espíritos:

b) — A alma nada leva consigo deste mundo?

“Nada, a não ser a lembrança e o desejo de ir para um mundo melhor, lembrança cheia de doçura ou de amargor, conforme o uso que ela fez da vida. Quanto mais pura for, melhor compreenderá a futilidade do que deixa na Terra.”

Conclusão

Parece estar havendo uma inversão de valores no meio espírita que, cada dia mais, tenta materializar os processos espirituais. Por ocasião da morte, o espírito leva somente suas lembranças, conquistas ou fracassos da vida Terrena. É isto que lhe importa. Vejo longos debates de gente preocupada com simples desenhos na pele e seus futuros danos perispirituais e sempre me recordo que nossa cultura desde cedo fura a orelha das crianças do sexo feminino sem maiores problemas. Uma orelha furada é menos impactante ao perispírito do que um desenho na pele? Nem por isso se vê relato de crianças nascendo com orelhas dilaceradas, o que me leva a pensar de que tais impressões da matéria desfazem-se junto com o corpo ao morrer.

É igualmente aterrador pensar que haja quem creia que o simples fato de tatuar a pele, por qualquer porção, seja um passaporte para zonas Umbralinas de sofrimento. Então, o que nos diz a mensagem “uma realeza Terrestre”, em O Evangelho Segundo o Espiritismo, não conta mais? O que importa, agora, é o “bom cuidado” que tenho com a minha pele? Dermatologistas devem adorar essa postura…

“Para preparar um lugar nesse reino são necessárias a abnegação, a humildade, a caridade, a benevolência para com todos. Não se pergunta o que fostes, que posição ocupastes, mas o bem que fizestes, as lágrimas que enxugastes”. O Evangelho Segundo o Espiritismo

About these ads

14 thoughts on “Tatuagens e Espiritismo

  1. No meu modo de ver, “Vale dos tatuados” significa que no plano espiritual não é possível esconder os nossos desvios morais, nossas perversidades; enfim, os desvios de toda ordem. Tal questão me remete ao livro nosso lar, quando André Luiz se depara com uma mulher em uma situação deplorável, trazendo em seu perispírito as marcas dos crimes que cometeu em sua experiência carnal, em que a pobre senhora se dedicava à prática de abortos. Ou seja, estava “tatuada”, marcada pelos crimes cometidos.

  2. “Jessé, mas existe tatuado boa gente.
    Mesmo assim ele vem para cá?
    Não. Aqui se encontram os comprometidos. ”

    Como tenho tatuagens, espero ser um tatuado gente boa ! É o que me resta. Abraços

  3. Parabéns! A explanação com amparo no espiritismo e em seu evangelho, explica de uma forma objetiva que uma tatuagem é parte apenas do plano físico, terreno. Nada mais.
    Gostei muito do artigo.

  4. Mada melhor do que uma boa explicação baseada em ensinamentos comprovados e em cima da lógica do amor de Deus e do maior bem que alguém pode carregar: sua índole em vida terrena. Parabéns e Obrigada!

  5. Eu acho que não tem nada haver, mas nunca gostei de tatuagens, no meu eu tempo sempre foram mal vistas, geralmente quem se tatuava era marginal, marcas que vinham de pessoas que passaram pela cadeia, agora está na onda. Acho que quem está vivo está sujeito a marcas e cicatrizes no corpo e tatuagens que não afetará o lado espiritual. O que prevalece é todo o bem que pudermos fazer nesta passagem cumprindo nossa missão e não fazer o mal.

  6. Finalmente uma abordagem sensata e de acordo com a doutrina. Penso que as pessoas devem se preocupar mais em ser “do bem”, ajudar ao próximo e se elevar espiritualmente, do que com os desenhos na pele…

Ofensas e propagandas serão deletadas

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s